Informações Turísticas

IMG-BLOG
9/janeiro/2020

Orla de João Pessoa sedia 31ª Edição do Salão de Artesanato Paraibano

Postado por Imprensa | 9/janeiro/2020 | Agenda Cultural

A orla de João Pessoa está sediando desde sexta-feira (10/01), a 31ª edição do Salão de Artesanato Paraibano, que em 2020 tem como tema ‘Metal que Vira Arte’. O evento termina em 2 de fevereiro, e está sendo realizado na avenida Cabo Branco, na praia do mesmo nome, e atende uma reivindicação antiga dos artesãos, que visa aproveitar a alta estação e o grande fluxo de turistas para ampliar seus negócios.

Nesta edição do Salão de Artesanato são 300 expositores que representam cerca de 3.800 artesãos de 46 municípios de todas as regiões da Paraíba. A estimativa é de que o evento receba um público de mais de 100 mil pessoas e gere um volume de negócios em torno de R$ 1,3 milhão. A primeira-dama e presidente de honra do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), Ana Maria Lins, destacou o empenho do governo para fortalecer o segmento na Paraíba e gerar novas oportunidades aos artesãos. “Visitei vários artesãos que produzem verdadeiras riquezas de detalhes em suas peças e que serão expostas na feira. Nós tivemos muitas parcerias importantes, a exemplo dos arquitetos, e também temos um foco na parte social. O Governo do Estado vai continuar sempre ajudando os artesãos para que eles possam comercializar seus produtos, gerando emprego e renda, assegurando um salto qualitativo no segmento e tenho certeza de que este Salão será o maior de todos os tempos”, comentou.

A gestora do PAP, Marielza Rodriguez, evidenciou a estrutura logística do evento para acolher os expositores e visitantes. “Nós fizemos um planejamento de seis meses para instalar o Salão na praia, reforçando o nosso compromisso com o artesão e com o cliente. Mais de três mil artesãos serão beneficiados diretamente, promoveremos uma vasta programação cultural na Praça da Alimentação e teremos uma sala de oportunidades do Sebrae dentro do evento, com palestras para os artesãos e o público visitante”, explicou.

Homenagens – O Salão também homenageia 12 artesãos, sendo 10 de João Pessoa, um de Bayeux e um de Pilar. Entre os homenageados estão o artista plástico, escultor e artesão Wilson Figueiredo; o artesão João de Deus; a artesã Rosicler Fontana, que trabalha com a fabricação artesanal de diversos tipos de facas; e o casal Humberto Heleno e Maria Miguel. “Eu trabalho com artesanato há 13 anos, me apaixonei pelo trabalho em metal, tenho várias obras em prédios de João Pessoa e encaro essa homenagem como um grande reconhecimento que não se compara a outras que já tive em nível internacional por ser lembrado em minha terra e isso me honra muito, pois sei que o Salão é um evento de prestígio na Paraíba e no Brasil”, agradeceu o artesão Wilson Figueiredo.

Preservação ambiental e ação social – Assim como ocorreu no 30º Salão de Artesanato, em Campina Grande, o evento promovido em João Pessoa não vai utilizar sacolas e canudos plásticos, com o objetivo de estimular a conscientização das pessoas sobre a preservação ambiental. A entrada será franca e será facultada a doação de alimentos não-perecíveis que serão destinados a entidades da Grande João Pessoa.

Estrutura – A feira tem 3.081 metros quadrados de área coberta. O projeto geral foi do arquiteto Gustavo Vaz e a entrada foi ambientada pela arquiteta Tereza Queiroga. Já Rosemildo Jacinto foi responsável pela criação de cinco ilhas de descanso temáticas ao longo do percurso da feira. O projeto paisagístico ficou sob a orientação da também arquiteta Beatriz Campelo; já a Praça de Alimentação, denominada Espaço Criativo Mar e Bar, foi projetada por Sarah Cavalcanti. No local estão instalados sete equipamentos da gastronomia, entre lanchonetes e restaurantes regionais e será promovida, em parceria com a Mendhi Eventos, a programação musical e folclórica.

 

Obras dos artistas homenageados

 

0Shares


Onde ir?
O que fazer?
Onde Ficar?